Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de 2018
DIA MUNDIAL DO PROFESSOR
O grupo, constituído pela Carolina Castro, Joana Vaz e Tomás Fandinga, foi o vencedor da edição Apps for Good 2018, com "1936".


Os alunos desenvolveram uma aplicação para telemóvel, com  dois roteiros baseados na obra de José Saramago, O ano da morte de Ricardo Reis, romance de leitura obrigatória na disciplina de português, no 12º ano.





Na obra de Saramago, Ricardo Reis, heterónimo de Fernando Pessoa, regressa do Brasil depois de um exílio de vários anos. Instala-se no Hotel Bragança, na Baixa lisboeta, e percorre as ruas da cidade dando-nos uma visão das condições sociais,       políticas e culturais da época (1936).
       A App vencedora apresenta dois roteiros pela cidade de Lisboa, de acordo com os percursos da personagem.
       O leitor da obra pode, assim, com a ajuda da tecnologia, conhecer os locais por onde Ricardo Reis vagueou.
BOM 2018/2019



Na sexta-feira, 18 de maio, decorreu na BE um colóquio dinamizado por três alunas do 11º ano, turma F que, no âmbito da disciplina de Geografia A, apresentaram o seu estudo de caso, sob a orientação da professora Paula Faísca




O objeto de estudo foi a Casa da Pesca, na Quinta do Marquês de Pombal, aqui em Oeiras.

O edifício e sua envolvente, classificado como monumento nacional há 70 anos, encontra-se em lamentável estado de degradação.

A convite das alunas, estiveram presentes o presidente da Câmara, Dr. Isaltino Morais, representantes da Direção Geral do Património Cultural e do INIAV (Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária) e ainda o historiador José Meco.

A Câmara de Oeiras está disposta, há muitos anos, a reabilitar todo o espaço da Casa da Pesca, mas o Ministério da Agricultura tem dificultado o processo e, entretanto, o espaço está em abandono e ruína, sujeito a deterioração e vandalismo. 

O historiador José Meco sublinhou a riqueza patrimonial da Casa da Pesca no…
DIAS DOLIVRO, LEITURAELIBERDADE


18 de abril
À conversa com Miguel Partidário (escritor e ator)



11:45-13:15 
11ºF (prof. José A.  Silva) 12ºF (prof. Conceição Dias)


Miguel Partidário é um jovem ator e escritor com experiência em Teatro e Cinema. Estreou-se aos 13 anos no Teatro Independente de Oeiras, onde trabalhou regularmente, tendo-se fixado, mais tarde no Intervalo Grupo de Teatro. É conhecido do público português, sobretudo, pelo papel do Metaleiro Sérgio na série "1986", criada por Nuno Markl, assim como "Morangos Com Açúcar", "Virados do Avesso", entre outros. Com dois livros escritos, de prosa e texto poético, tem também trabalho desenvolvido no âmbito da poesia tendo sido Diseur do Templo da Poesia no verão de 2017, aquando dos projetos Poéticas e Poeiras. 




Psicadélico conta uma história, enquadrando simbioticamente prosa e poesia, oscilando entre o estilo frenético e impulsivo e os tons mais pausados e reflexivos. Cada página surge viva diante do le…
DIAS DOLIVRO, LEITURAELIBERDADE


Leitura de poemas em português, espanhol, inglês e francês
10:00-10:45 – 9ºB (prof. Julieta Lopes) 9ºE (prof. Salomé O.) 9ºF (prof. Susana X.) 10:45-11:30 – 9ºC (prof. Salomé O.) 9ºD (prof. Susana X.)

Transcrevemos aqui alguns dos poemas que foram partilhados nas línguas que os alunos estudam:
AUTOPSICOGRAFIA Fernando Pessoa O poeta é um fingidor.
Finge tão completamente
Que chega a fingir que é dor
A dor que deveras sente.
E os que lêem o que escreve,
Na dor lida sentem bem,
Não as duas que ele teve,
Mas só a que eles não têm.
E assim nas calhas de roda
Gira, a entreter a razão,
Esse comboio de corda
Que se chama coração.
AUTOPSICOGRA